Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.9/5 (58 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...

Ouça aquí a Radio

Resgatando Vidas

www.radioresgatandovidas.com.br

 

 

Entre no Blog da Radio

  

 

 


Página Inicial



 Rompas os Limites

 

 Romper limites significa mudar, quebrar paradigmas e rever conceitos que estão enraizados. Às vezes criamos tantos que acabamos nos aprisionando. O ser humano precisa de limite até mesmo na criação de seus filhos. O problema é quando essas fronteiras começam afetar o modo em que vivemos. Quando os limites são colocados para nos ensinar as regras da convivência, são bem-vindos; quando aparecem para nos privar de algo, não são bons, pois nos fazem retroceder na vida. O texto inspirado está em II Crônicas 32 :7-15. Nele nos deparamos com uma situação em que o Rei da Síria, Senaqueribe, afrontava a nação de Israel e por isso, o Rei Ezequias fez um relatório para o seu povo. Mostrava que o inimigo iria tentar minar a credibilidade do povo ao seu líder, mas que Deus estava à frente daquela batalha. Precisamos entender que os nossos inimigos (por mais temidos que sejam) não se comparam ao Poder do nosso Deus. Outro homem que rompeu seus limites foi José. Era um homem especial porque sonhou grande e agiu de maneira proporcional. Há pessoas que têm grandes sonhos, mas na hora de agir, não o fazem. José não deixou que a mágoa, o rancor e a tristeza o limitassem. Embora soubesse ultrapassar as piores limitações que o ser humano poderia ter: as limitações internas da nossa alma. A quem ou a quê você está condicionado e limitado? Rompa esses limites, pois será uma atitude de conquista e de renúncia. Lembre-se que quem avança deixa muitas coisas para trás. Ninguém pode ter ao mesmo tempo o Egito e Canaã. Rompa seus limites e seja feliz.

 

O OBJETIVO PRINCIPAL DO GRUPO DE LOUVOR


 

Vamos começar vendo algumas definições importantes que irão nos auxiliar no desenvolvimento deste estudo:


DEFINIÇÕES

Louvor
De acordo com a Bíblia, o louvor está associado com a idéia de agradecimento, elogio, glorificação, exaltação, por aquilo que Deus faz (fez) em nossa vida ou na dos outros. (Sl. 145:4; Sl. 147:12-13; Is. 25:01; Lc. 19:37), ou seja, nós louvamos a Deus por Suas obras, bênçãos, curas, livramentos, perdão, graça, amor, misericórdia, cuidado, etc. Contudo, o motivo principal do louvor é a Salvação em Cristo.

Adoração
De acordo com a Bíblia, a adoração está associado com a idéia de culto, reverência, veneração, por aquilo que Deus é (Santo, Justo, Amoroso, Soberano, Misericordioso, etc...). (Sl.96:9; Ap. 4:8-11; Ap. 7:11-12; Ap. 11:16-17), ou seja, independente do que Deus faz, fez ou fará, nós devemos adorá-lo, pois, Ele é Deus.

Tanto o louvor quanto a adoração, devem estar presente em tudo o que fizermos. Eles devem ser manifestados no falar, pensar, vestir, trabalhar, estudar, orar, cantar, etc. Porém, nos cultos da igreja atual, a forma mais popular de louvar e adorar é por meio de cânticos e hinos (Louvor cantado).

Louvor Congregacional
Esta expressão se refere ao louvor cantado, prestado pelas pessoas quando estão reunidas.

Ministério
A palavra ministério vem do grego "Diakonia" que significa serviço. As vezes a palavra ministério é exemplificada pela palavra grega "Doulos" que quer dizer escravos(servos). Independente da forma que a palavra ministério seja exemplificada, ela sempre está associada a serviço. Todos os crentes são chamados para desempenhar algum tipo de ministério(serviço) dentro do corpo de Cristo, porém, nem todos executam o mesmo ministério(serviço) (Ef. 4:11-12). Qualquer que seja o tipo de ministério(serviço) que se exerça, ele deve estar intimamente ligado a vocação(talento) para que se obtenha um melhor resultado na sua execução. Todos os ministérios(serviços) são importantes, não existe um ministério(serviço) que seja completo e não precise do outro(I Co. 12:4-31). Todo ministério(serviço) requer amor, compromisso, dedicação, preparação, santidade, esforço, constância, renúncia e caráter.

Ministrar
Ministrar significa servir.

Ministros de Louvor
Considerando que a Ministração(serviço) não é algo realizado individualmente, podemos considerar então que Ministros de louvor são todos aqueles que estão envolvidos, direta ou indiretamente, na ministração do louvor (instrumentistas, cantores, operadores/montadores de som, operadores de retroprojetor, e outras funções ligadas à área). Ministros de louvor são aqueles que servem a igreja na área de música.

Levitas
Os levitas eram as pessoas que pertenciam a tribo de levi. A tribo de levi foi separada exclusivamente para o serviço do senhor (Dt. 18:5). Os levitas eram encarregados pela guarda (Nm 1:53), pela administração (Nm 1:50) e pelo cuidado do tabernáculo bem como por todos os utensílios da tenda da congregação (Nm 1:50). Eles também tinham como função ministrar (servir) todo o povo de Israel (Nm 3:7-8). No reinado de Davi, os levitas foram designados para dirigir o canto e para utilizarem instrumentos musicais na casa do Senhor para louva-lo e adora-lo (I Cr. 6:31-32, I Cr. 15:16).

Música
A música é considerada uma arte funcional, isto é, uma arte que tem uma finalidade prática e importante: servir de veículo de expressões humanas. A música é usada para anunciar produtos (comércio), revelar emoções (alegria, romantismo, etc.) e outras ações de comunicação, porém, a função mais importante da música em qualquer cultura (sociedade) é de servir de apoio ao seu sistema de valores, sejam eles políticos, sociais ou religiosos. Em nosso caso, não podemos ignorar o poder da música na transmissão e consolidação de mensagens durante os cultos, encontros, acampamentos, etc., pois, ela reforça e facilita a memorização das mensagens. Além do mais, a música torna muito agradável a maneira de expressarmos o nosso louvor e a nossa adoração a Deus. A música na igreja também dever ser encarada como arte funcional e julgada pela maneira como ela cumpre ou não a sua melhor função. A música na igreja deve ser uma arte dedicada ao serviço de Deus, à edificação da igreja e ao louvor e a adoração ao Senhor.

O Grupo de louvor
Formado por músicos e cantores cristãos(ministros de louvor), o grupo de louvor é, antes de tudo, um ministério(serviço) dedicado ao louvor e a adoração a Deus, ou seja, sua função principal é louvar e a adorar a Deus através de música e canto. Porém, além de tocar e cantar ao Senhor, o grupo de louvor tem a tarefa de conduzir a igreja a louvar e a adorar a Deus.

Para conduzir o povo a louvar e a adorar é necessário em primeiro lugar ter chamado e dom para desempenhar esse ministério. Em segundo lugar é necessário consagração (dedicação). Outra exigência é preparação, tanto técnica como espiritual. Por fim, é necessário ser um adorador, ou seja, nós nunca podemos conduzir alguém para um lugar onde nunca fomos, ou seja, um grupo de louvor que não adora não pode levar outros a adorarem.

O objetivo principal do grupo de louvor
O objetivo principal do grupo de louvor é glorificar a Deus, ser canal de benção, e ministrar a igreja.

...Glorificar a Deus... Significa refletir o que Deus é, ou seja, é mostrar as Suas Virtudes(qualidades), como o Seu amor, misericórdia, bondade, paciência, soberania, perdão, etc. Glorificar a Deus é permitir que através de nós, Deus se faça conhecido. Glorificar a Deus não é aumentar a Sua glória , é fazê-la conhecida.

Apesar da Gloria de Deus se fazer conhecida através dos Seus poderosos feitos na história, através da natureza (Sl. 19:1) como também através de toda a Sua criação, Deus tem um prazer especial em ver a Sua glória sendo refletida(se fazendo conhecida) através do homem, que é a coroa da criação.

Para o crente, glorificar a Deus está intimamente ligado a santificação pessoal. Santificação é a transformação do crente na imagem de Cristo (Rm. 8:29, II Co. 3:18, Cl. 3:10). A santificação é um processo que ocorre pela constante ação do Espírito Santo (Rm 8:11), que procura produzir no crente as mesmas qualidades morais encontradas na vida de Jesus, e, ao mesmo tempo depende também da contínua luta do crente contra o pecado, que procura dominar os desejos da carne (Gl. 5:19-21), e busca viver uma vida igual a de Jesus (I Pe 2:21). Santificação é crescimento. Santificação é real transformação, não mera aparência.

Os Integrantes do Grupo de louvor devem se empenhar por viver em santificação, pois desta forma, vamos nos amoldando cada vez mais a imagem de Cristo, e a glória de Deus vai se fazendo conhecida ao mundo, através de nós.

...Ser Canal de Benção... Benção é uma dádiva recebida de Deus. Ela faz parte da manifestação da graça de Deus. As pessoas são abençoadas por Deus através de nós. Ser canal de benção é ser aquele que conduz as bênçãos de Deus para os outros. Ser canal de benção é ser um instrumento nas mãos de Deus. Ser canal de benção é ser aquele que com o seu exemplo de vida, edifica, fortalece e sustenta as pessoas. Deus nos colocou um ao lado do outro para que sejamos bênçãos uns para os outros, sendo pedra de passagem e não pedra de tropeço. Trazendo unidade e não divisão. Ser canal de benção é um dever de todos os integrantes do grupo de louvor.

Ser canal de benção também está intimamente ligado santificação pessoal. Visto que a nossa santidade serve para cooperar com plano de Deus, uma vez que, Ele procura fazer parceria apenas com pessoas integras(santas), em seus planos. Sendo assim, nós devemos buscar viver em santificação para que Deus faça de nós um canal de benção para o mundo.

...Ministrar a igreja... A função básica de todo ministério é servir (ministrar) as pessoas. No caso do grupo de louvor, não é diferente, sua tarefa básica, é servir (ministrar) as pessoas levando-as a presença de Deus em louvor e adoração. Porém, durante a ministração do louvor, além de conduzir o povo a louvar e a adorar a Deus, o grupo de louvor tem a responsabilidade de ensinar esse povo a viver com Deus. Nossa tarefa é fazer da hora do louvor e da adoração, não apenas um momento onde levamos as pessoas a expressar o seu amor e a sua gratidão a Deus, mas um momento onde ensinamos essas pessoas que não pode haver separação entre vida religiosa e vida diária, que o culto a Deus deve ser prestado a cada momento de nosso viver, e, que o nosso louvor e a nossa adoração é muito mais do que uma forma de expressão ao Senhor. É um estilo de vida. É fruto da nossa comunhão com Deus.

Ensinar a igreja a viver com Deus, é sem dúvida, um dos papeis mais importantes a serem desempenhados pelo grupo de louvor durante a ministração do louvor. Ensinar a igreja a viver com Deus está intimamente ligado a nossa intimidade com Ele (oração, Leitura da palavra e fé).

É importante nunca cairmos no erro de pensar que as "tarefas" que realizamos para o senhor são mais importantes que Ele mesmo. Nossa prioridade é estar com Ele, é conhecê-lo, e, é isso que devemos ensinar para a igreja, e é isso que devemos buscar diariamente: "Viver com Deus". 

Dicas Importantes
a) O grupo de louvor deve viver aquilo que ele canta.

b) É muito importante que pastor e grupo de louvor estejam sempre em perfeita sintonia.

c) O grupo de louvor deve fazer constantes reuniões de planejamento e coordenação para trocar experiências, levantar problemas e a solução dos mesmos.

Por enquanto é só! 

M. Giovani Bianchini, ministro de Louvor da IPB Central de São Carlos - SP

 

 

                 

SEU LOUVOR PODE AFUGENTAR O DIABO

 

Há muitas ocasiões em que é mais importante louvar a Deus do que continuar pedindo. O louvor faz com que seus olhos se desviem da batalha para a vitória, pois Cristo já é Vencedor, e você tem o Vencedor em seu coração a fim de que possa ter a Sua vitória na sua vida e na sua oração.

Normalmente, toda oração deve começar com louvor:

"Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome." (Salmos 100:4)


O Espírito Santo frequentemente quer guiá-lo do fardo da intercessão para o louvor vitorioso. Levar o fardo é bíblico, mas o louvor o é ainda mais.
 

Você já pensou que as suas respostas de Deus às suas orações são “às vezes demoradas porque você não o louva suficientemente?”

Você já pensou que montanhas de problemas permanecem às vezes porque você deixou de louvar ao Senhor?
 

Você sabia que pode geralmente afugentar satanás mais depressa pelo louvor do que por qualquer outra maneira, a não ser que seja pela ordem da fé? Ou que a ordem de fé está frequentemente ligada a uma bagagem de louvor? Você sabia que é possível remover a depressão através do sacrifício da oração perseverante? O louvor penetra a escuridão, remove obstáculos antigos, e faz fugir os demônios do inferno.
 

Uma certa irmã ressaltou que os cristãos repetem sempre a declaração familiar: “a oração muda as coisas”. Deus ensinou à ela a profunda verdade espiritual de que, depois de ter orado, segundo a Vontade de Deus, e crido, é no geral o louvor que muda as coisas. As orações repetidas durante longo tempo, e sem uma aparente resposta de Deus, rapidamente são respondidas quando o intercessor passa ao louvor em lugar da súplica.


Existem três níveis de louvor que podem abençoar sua vida e acrescentar eficácia a sua oração:
 

(1) louvar pelo que Deus fez,
(2) louvor pelo que espera que Deus faça,
(3) louvor por quem Deus é. Tal louvor não representa apenas adoração valiosa mas guerra espiritual poderosa.
 


Como Deus Usa o seu Louvor
 

O louvor renova as suas forças. Esperar em Deus renova você espiritualmente e também fisicamente (Isaías 40:29-31).

Louvar a Deus é ainda mais eficaz do que a oração, para refrescar, reanimar, a capacitar você. Todo cristão experimenta às vezes uma sensação de secura espiritual. Depois de uma batalha espiritual surge quase sempre um cansaço mental e emocional. Precisamos repetidamente de uma emanação do Espírito.
 

O louvor traz uma mudança de disposição. O louvor abre um poço artesiano de fé e alegria. O louvor é um dos meios usados por Deus para sua renovação interior (II Coríntios 4:16, Salmo 103:1-5).

Quando você é sincero em seu louvor a Deus, o louvor é santo, agradável a Deus e poderoso.

Você terá muito mais força espiritual se incluir o louvor em seu andar diário com o Senhor. Você será mais forte fisicamente se fizer do louvor a Deus uma parte de seu estilo de vida.
 

Quando louva o Senhor, as preocupações vão embora. O louvor afugenta a frustração, tensão e depressão. O louvor espanta a escuridão e acende a luz de Deus. O louvor clareia a atmosfera dissipando as sugestões de dúvida, crítica e irritação provenientes de satanás. O louvor faz uma transfusão celestial em você.
 

O louvor muda a atmosfera de sua vida, casa e igreja. Uma palavra de louvor ou um coro ou hino de louvor, pode fazer com que o período de oração em um lar volte à vida. Você irá crescer diariamente em espiritualidade se planejar e praticar constantemente o louvor. 
 

O louvor clareia sua visão.

Satanás tenta introduzir a perspectiva de em sua mente antes que você tome consciência disto. Ele se compraz em pintar as coisas negras. ele aumenta os montes, transformando-os em montanhas, escurece o seu céu, e faz com que as dificuldades pareçam impossibilidades.
Ele quer que você faça uma avaliação pessoal errada. ele acusa você de não ser importante para Deus, fraco demais para ser usado por Deus, e um fracasso. ele faz com que as forças do mal pareçam maiores, mais sábias e mais fortes do que realmente são.

Comece a louvar a Deus e você poderá anular as sugestões de satanás. Louve a Deus e o Espírito Santo irá clarear sua visão as perspectivas de satanás são sempre enganosas. Ele quer que você veja apenas parte do quadro. Louve o Senhor e o Espírito Santo começará a dar-lhe a perspectiva do céu. O louvor reduz o diabo ao seu tamanho apropriado e ajuda você a reconhecer a falsidade e vazio de seu embuste.
 

O louvor dá a você a visão do Espírito Santo, de como Deus vem operando e como a resposta de Deus está próxima. O louvor levanta você da poeira da batalha e permite que olhe para ela da perspectiva de Jesus, enquanto Ele se acha sentado “a destra do Pai”. O louvor mostra a mentira das afirmações de satanás e faz com que você veja o que os anjos de Deus vêem.

Você ficaria surpreso ao saber como a oração é prejudicada pela vida egoísta dos cristãos. A carnalidade impede que milhares de orações subam mais alto que o teto.
 

“Se eu no coração comtemplara a vaidade (pecado), o Senhor não me teria ouvido” (Salmo 66:18).
 

Os pensamentos pecaminosos, atitudes carnais, e egocentrismo destróem o poder da oração. Eles fecham o ouvido de Deus para nossas palavras de desejos.

A escritura fala muitas vezes de pessoas orando e Deus não as ouvindo. Segundo Tiago, nossa relação com Deus deve ser verdadeira e nosso motivo puro para que Deus possa ouvir-nos (Tiago 4:3).
 

O orgulho anula muitas orações (Tiago 4:6). Uma atitude de crítica, falta de perdão e amargura oculta no íntimo, bloqueiam a oração.

Se você quiser que suas orações sejam respondidas, permita que o Espírito Santo o purifique (Tiago 4:6-10).
 

Você pode ser preservado em pureza pelo espírito de louvor. Quando satanás vier com essas sugestões, purifique seus pensamentos através da oração. O louvor desvia os seus olhos da sua própria pessoa para Jesus. O louvor faz desaparecer o negativismo, a auto-piedade, o egocentrismo e o começo da auto-idolatria.
 

O salmo 50:14-15: "Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos. E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás." sugere que em sua hora de dificuldade, um sacrifício de ações de graças é o prelúdio apropriado para a sua oração pedindo livramento. Em outras palavras, o louvor torna a sua petição mais eficaz.
 

Deus já fez tanto por nós, coisas que, no geral, agradecemos inadequadamente. O louvor, em adoração, aquece o coração dEle e prepara o caminho para resposta.

Se já existiu um perito em guerra espiritual, este homem foi Martinho Lutero. Ele tinha plena consciência das forças demoníacas que lutavam contra sua pessoa. Lutero escreveu: “quando não consigo orar, sempre canto”.

O louvor traz o poder do céu sobre você. Deus livrou pessoas de hábitos pecaminosos através do louvor. Cada vez que a tentação voltava, elas louvavam um pouco mais ao Senhor até que a pressão desaparecesse. Outras pessoas foram curadas enquanto louvavam o Senhor.
 

João Wesley conhecia também o segredo: “O louvor abre as porta para maior graça”.

O louvor multiplica a sua fé. Quando você começa a louvar o Senhor, o foco de sua atenção se desvia da complexidade do problema para a suficiência dos recursos de Deus, da urgência da sua necessidade para o poder do Senhor em satisfazer essa necessidade.

Ao louvá-lo, você começa a lembrar como Ele o ajudou em outras ocasiões e sua fé se eleva, cheia de esperança.

Você passa a apropriar-se da disponibilidade e vontade de Deus em ajudá-lo agora. Quanto mais louva, tanto menor parece a montanha que está enfrentando à luz da grandeza de Deus.

O louvor eleva seus olhos para Jesus e quase inconscientemente você lança o seu fardo sobre o Senhor (Salmo 55:12). O louvor serve para você compreender como satanás e seus ajudantes demoníacos são comparativamente insignificantes, como eles já foram completamente derrotados e se tornaram medrosos por causa do Calvário.
 

O louvor dá coragem a você para levantar-se, em nome de Jesus e repreendê-los. O louvor não é só meio de multiplicar a sua fé, mas também uma evidência dessa fé.

As batalhas espirituais são ganhas no mundo invisível pela oração e pela assistência ativa dos anjos de Deus que foram designados para ajudar você (Hebreus 1:14). Gabriel disse a Daniel que ele e Miguel tiveram de vencer espíritos malignos inimigos antes de poderem transmitir resposta à oração de Daniel (Daniel 10:12-13).
 

O louvor afugenta Satanás; ele e seus demônios temem a presença e autoridade de Jesus. Sabem que Jesus pode enviá-los a qualquer tempo para o lago de fogo, que será sua condenação final. O medo deste castigo e a presença santa de Jesus os tortura (Mateus 8:29).

Louvar Jesus faz com que os exércitos demoníacos fujam (Tiago 4:7): "Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós". Quando a batalha contra satanás parecer infindável e quase desesperada, comece a louvar a Deus e eles fugirão.
 

Louvamos a Deus algumas vezes e, ocasionalmente, durante a oração. Vamos louvá-lo cada vez mais.

Usamos a oração para adorar o Senhor; comecemos a usá-la para derrotar o diabo.
Além dos outros resultados esplêndidos, vale a pena louvar o Senhor só por causa das benção que você vai sentir em seu coração. O louvor é, porém, a artilharia pesada do cristão; o louvor é mais eficaz na guerra espiritual do que a bomba atômica na militar. O louvor é a estratégia para a vitória.

Como Louvar a Deus

- Você pode louvar a Deus, na solidão de sua alma, sem que ninguém mais saiba.

- Comece seu dia no escritório, com louvor silencioso.

- Entre numa casa, ao fazer uma visita evangelística, louvando Jesus, em seu coração.

- Se outros estiverem aconselhando alguém na sua presença, você pode repetir, em silêncio, o nome de Jesus em louvor e adoração.

- Ao sentar-se ao lado de alguém que sofre no hospital, pode louvar silenciosamente o Senhor, até que a presença de Deus esteja próxima e talvez até seja sentida pelo paciente. Quantas vezes é adequado louvar Jesus desta forma!

Embora o louvor deva inundar o mais íntimo do seu ser (Salmos 103:1) possa ser cantado no seu coração (Salmos 30:12), ele deve ser também expresso em público (Salmos 35:18), na presença de outros (Salmos 34:3). O louvor deve ser declarado (Salmos 9:14), cantado (Salmos 33:1), anunciado com alegria (Salmos 33:3; 71:23), expresso com música (Salmos 92:1), e com lábios e a boca.
 

“Bendirei ao Senhor em todo o tempo, o seu louvor estará sempre nos meus lábios” (Salmos 34:1).
 

“Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome” (Hebreus 13:15).

- O louvor pode transformar a sua vida diária.

- O louvor pode transformar a sua vida de oração.

- O louvor pode acelerar a vitória em suas batalhas de oração.

- Não existe subistituto para o louvor.

- O louvor dá honra a Deus!

Proporciona alegria aos anjos e amedronta qualquer espírito que possa estar por perto.

O louvor clareia a atmosfera, lava seu espírito, multiplica a sua fé e reveste você com a presença e poder de Deus.
 

“Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga ao Seu Santo Nome.” (Salmo 103:1)